Como calcular a Rentabilidade Real de um Investimento?

Moeda de R$1 sobre notas de R$100 e R$50

 

           Quando você começa a investir, alguns números começam a se tornar frequentes no seu dia-a-dia, como a rentabilidade de seus investimentos. Ao analisarmos esses números, é preciso que tenhamos certeza de que estamos de fato ganhando dinheiro ao investir, seja na Poupança, seja no Tesouro Direto, seja em ações ou em qualquer outra modalidade de aplicação.

            Após a leitura deste artigo, você poderá de uma vez por todas avaliar os ganhos reais de seu investimento e ter base para traçar estratégias para otimizar a sua Rentabilidade Real.

Rentabilidade Real x Rentabilidade Nominal

 

          O conceito de Rentabilidade Real está relacionado com a Inflação do período. Quando desejamos encontrar a Rentabilidade Real de um investimento devemos descontar a inflação da rentabilidade final obtida no período, ou melhor, da Rentabilidade Nominal.

            Para manter o poder de compra do seu dinheiro, ou seja, para que daqui a um ano, por exemplo, você tenha certeza que poderá comprar os mesmos produtos nas mesmas quantidades, você deve investir seu dinheiro numa aplicação que tenha uma rentabilidade, no mínimo, equivalente à Inflação anual. Caso seja superior, seu investimento estará com uma Rentabilidade Real Positiva, que é o que se deve maximizar. Em outras palavras, quanto maior for a sua Rentabilidade Real, maior será o ganho do seu investimento, mais dinheiro você ganhará.

           Vamos aproveitar o exemplo apresentado no artigo “O que é Inflação (IPCA) e o que ela muda na sua vida?”, onde foi suposto que a inflação para 2016 se manteria em 10,67% a.a.. Naquele caso, dissemos que se João decidisse fazer uma aplicação em alguma modalidade de renda fixa, por exemplo, Tesouro IPCA+ 2019 com rentabilidade de 16,99% a.a. (consultado no dia 28/02/2016), ao descontarmos a inflação do período, a Rentabilidade Real do Investimento de João naquele período tinha sido de 5,71% a.a.. Mas como fazer esse cálculo e por que não basta eu diminuir o excedente da inflação, ou seja, 6,32% a.a.?

 

Por que não é tão simples como imaginei?

 

            Foto de uma calculadoraVamos supor que João encontrou um bem avaliado em R$1000,00 no início de 2015, mas preferiu guardar o dinheiro e comprá-lo apenas no início de 2016. Sendo assim, com uma rentabilidade de 16,99% a.a., desprezando os impostos incidentes sobre essa aplicação para facilitar a compreensão, João terá então, em 2016, um montante de R$1169,99 (R$1000,00 + 16,99% a.a.).

            Se subtrairmos a inflação de 10,67% a.a., o que gera o equivalente a R$106,70 (10,67% de R$1000,00), ele teria efetivamente o valor de R$1063,20 (R$1169,90 – R$106,70). Assim, em relação ao bem avaliado em R$1000,00, isso representa uma rentabilidade real de 6,32% a.a..

Como calcular a Rentabilidade Real de um Investimento?             Bom, será que isso procede? Não, não procede. Na verdade, faltou avaliarmos mais um item. Não se esqueça que o bem avaliado em R$1000,00 também sofrerá a influência da inflação, aumentando de preço. Ou seja, a sua referência não será mais R$1000,00. Portanto, em 2016 ele estaria valendo em média R$1106,70 (R$1000,00 + 10,67% a.a.). Assim, teremos:

Como calcular a Rentabilidade Real de um Investimento?

               Agora sim temos a definição correta. Você pode obter o valor da Rentabilidade Real por essa maneira que acabamos de explicar ou aplicar diretamente a fórmula de cálculo apresentada na seção seguinte.

 

Fórmula de Cálculo da Rentabilidade Real

 

              Para o cálculo da Rentabilidade Real (RR) do Investimento em um determinado período, precisamos conhecer a Rentabilidade Nominal (RN) – no nosso caso, 16,99% a.a. – e a Inflação do período (IPCA) – considerada 10,67% a.a.. A fórmula básica para o cálculo da Rentabilidade Real é a seguinte:

Fórmula de Cálculo da Rentabilidade Real

                  Portanto, para o nosso exemplo, substituindo os valores mencionados, teremos:

Exemplo de Cálculo da Rentabilidade Real

Estratégias de Investimento

 

            Tabuleiro de Xadrez, Torre em focoAgora que você já sabe avaliar a rentabilidade de um investimento e, inclusive, calcular a Rentabilidade Real do mesmo, é nítido que uma boa estratégia de investimento é aquela que garante uma Rentabilidade Média acima da inflação, para que além de manter o poder de compra do capital, você consiga efetivamente ganhar e multiplicar seu dinheiro.

              Outra Estratégia muito difundida e comentada por alguns consultores é a de retirada de parte dos rendimentos da aplicação como fonte de renda, sem que você perca o poder efetivo de compra do capital. Esse é um tema mais específico e não atende ao objetivo desse artigo, mas deixo a dica que você usará muito desse conceito explicado aqui. Ou seja, na estratégia de retirada, você deve considerar a influência da inflação sobre o ganho do investimento.

 

 

 

Conclusão

 

             Sendo bem objetivo, ao investir em qualquer aplicação você deve sempre avaliar os ganhos reais de seu investimento. Para isso, descontados os impostos devidos, deve-se levar em consideração a influência da Inflação na sua rentabilidade. Sendo assim, quanto maior for a sua Rentabilidade Real, maior será o ganho do seu investimento, mais dinheiro você ganhará.

               Nosso objetivo aqui foi responder algumas dúvidas que surgiram no artigo “O que é Inflação (IPCA) e o que ela muda na sua vida?” e dar mais condições para que você comece ou continue a investir com segurança e conhecimento.

 

           Continue acompanhando nosso blog e, se possível, deixe seu comentário com alguma crítica, dúvida, sugestão ou elogio. Sua participação é fundamental para que nós possamos seguir em frente!

             Até breve!

 

Deixe seu comentário com dúvidas, críticas, sugestões e elogios.